04 dezembro 2011

Precatórios, Educação e Saúde em MG





Há perpétuo entendimento de que, quanto mais impotente um ser humano diante de outro, mais próximo da sua presença; há o raciocínio repreensível e absurdo de sarcasmo das lideranças mundanas de que ao clamá-lo...bom, o oprimido e o injustiçado desabafa ao léu, sujeitando suas lamúrias ao vácuo...Tem sido assim faz um bom tempo.

Minha vida é prova de sua intervenção, a vida de quantos assim o é; e daí?

Procurando ser justa, talvez eu tenha deixado de ser BOA comigo e aos meus interesses. Adiantou?

Procurando ser justa, desencantei-me do direito. Te pergunto, Mestre, e acaso fui só eu a me desencantar?

Amando ao próximo, e ao próximo fazendo aquilo que eu gostaria fosse feito a mim, e aos meus, Senhor, ôh Senhor, conheceis minha estrada melhor que eu mesma...Preciso eu relatar as frustrações, as decepções e mágoas? Precisaria eu delatar nomes e datas? E estou só nessa tristeza, Mestre?

Não, eu não ensejo uma vida em perfeição, mas, eu posso almejar um destino maior e melhor! Vivemos um período de transição? Que o enfrentemos então! Há outro jeito?

Cada qual grita pelas dores que sente e reconhece! Eu grito pelas viúvas, ainda grito pelos órfãos de servidores públicos do Estado de Minas Gerais; sou antes de procuradora de muitos, também eu, órfã de servidor público!

Grito por cifras surrupiadas pela atual administração, e que representam mais que um rombo financeiro, representam um calote moral, um oportunismo leviano e barato, ao qual meus braços femininos ardem por uma musculatura que não possuem, para, tal qual um irmão mais velho, refrear a caçulas infantes faltosos...E a verdade é que consigo enchergar "togas romanas" no governo de Minas. Eu consigo farejar a devassidão dos bastidores, que se estende dos birôs aos aposentos de seres que, mais uma vez ,perpetrarão dolo coletivo.

E eu ali, em meio a coletividade, bradando por algo...Bradando por algo que só haverá de ser ressarcido fora daqui, fora desse mundo corrompido e corruptível. A não ser que interceda, Meu Senhor!

Se eu pudesse...NÃO! Isso EU POSSO! E, podendo, o FAÇO!

Peticiono a D'us Pai, Filho e ao Espírito Santo, que a administração de Antônio Augusto Anastasia SE HUMANIZE, PÁRE de furtar viúvas e órfãos, "inda que amparados na legalidade, pois que nem tudo que é permitido é justo", PÁRE de contrair débitos absurdos para um futuro que poucos estão dispostos a reviver! Que se rompa o círculo malquisto e maldito de injustiça e alienação, que os abusos da Procuradoria e contadoria atual, em nome de D'us, sejam retidos e detidos, e que a Educação e a Saúde, Jesus de Nazaré, os mineiros são CRISTÃOS em praticamente totalidade! Que em seu nome, em temor ao PODER DO FILHO DO ALTÍSSIMO, se refaçam pela Sec. de Educação e Cultura e pela Saúde! Baixe sobre, quer saber de uma coisa, o troço é direto!

BAIXE SOBRE O GOVERNADOR EM EXERCÍCIO a tua destra! Que o STF verifique as imensuráveis irregularidades que norteiam a execução dos TÍTULOS PRECATÓRIOS E O DESLEIXO COM OS EDUCADORES, que é sim, desleixo com as gerações vindouras!






Minha impotência, minha indignação, minha revolta e tristeza, rasgando meu coração, te entrego! Não eu não me envergonho de minha mirrada condição diante os "gigantes que enfrento", e ó, é seu parente em carne, não me leve a mal, mas sabeis que Davi não me é estimado! Não quero ser Davi não! Te entrego todos os meus Golias!

Sabe melhor quando, como e onde atuar sobre eles! O homem que divinizo, o divino que humanizo É QUEM É, e SE MOSTRARÁ A CONTENTO!

Sê por nós, Mestre! Sê por mim e me ampara! Estenda seus braços e me impeça a queda no abismo de descrença, da desesperança ao qual esse...Governante e seu séquito me lançaram, a mim e a tantos!

Os lembre de quem são ELES perante o seu Poder e a sua AUTORIDADE!

F.

2 comentários:

  1. Parabéns pela postagem amiga. É um ótimo texto, que demonstra a sua capacidade e experiência na expressão das suas idéias. A revolta que todos nós mineiros nos identificamos com ela...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te agradecendo Ivo, pelo cumprimento. Meu abço carinhoso e fraterno, F.

      Excluir