16 outubro 2012





"Poderia Marte guerrear que não por amor? Inda que amasse apenas ao Poder? Poderia o amor submeter o mais fraco ou ingênuo à toda má sorte de infortúnio, em detrimento a um bom e justo combate? Optamos por quem e a quem amamos, com efeito, a opção é a mesma nas pelejas e justas da vida! É como sinto e penso." 

Flávia Neves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário