18 dezembro 2012


"Há tempo para tudo e todos! Qual o tempo que vivencias? O meu é de espreita! Armei-me não por opção, fortifiquei-me não por vontade própria, e se defendo meu corpo, o faço pela condição de muralha intransponível à vontade do Criador. Não me confunda com mercenários carnais; meu erário, ao final do combate, não será cifrado por líderes mundanos!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário