26 abril 2013


O trato com as mazelas do próximo não raramente nos fadiga e desanima; ora, seria de se esperar, portanto, que nossos Mentores, exauridos por nossas contínuas demonstrações de orgulho e desleixo, se afastassem também de nós, fadando assim para nossa espécie maiores e mais céleres fracassos. Saiba seu limite e altere, se necessário, a maneira de se doar, mas não desista da humanidade que há em você. Muitos labutam, embora fora do mundo físico, para que tenhamos a chance comum de progredir! - Flávia Neves

Nenhum comentário:

Postar um comentário