20 novembro 2013

"Não há preso político: A prisão se fosse política teria advindo de um partido contrário, no caso quem está administrando o Brasil é o PT, ao qual os acusados são afiliados. Ademais não houve crime contra a "ordem pública", e sim contra o erário nacional, comprovado via um processo legal que tramitou livremente concedendo tanto o direito do contraditório quanto a ampla defesa. Trata-se de POLÍTICOS PRESOS e não o contrário.
Estou repetitiva 
a com essa inversão de valores, mas é uma inversão de valores que só permite ao espírito ignóbil manter-se alienado das consequências de seus atos. O maior auxílio que os solidários ao PT podem dar é o restabelecimento da verdade aos olhos de quem se acovarda a ver, assim agindo para limparem o partido e reivindicar lisura de intenções. A maior justiça que pode ser feita aos que dela têm fome, é afiançar o direito para que o mal não perpetue. NADA CONTRA PTistas ou PSDBistas e outros...quantos são os partidos no Brasil? Vamos combinar: Temos um negro no comando do maior e mais preconceituoso país do mundo, tivemos um presidente semi-analfabeto, Estados tiveram governadores que "dizem, vai saber", ser chegado num "pó branco"(seja lá que pó for esse), há, também segundo rumores, e pouco importa se é verdade ou não, um pseudo- pederasta enrustido assentado na Cidade Administrativa, isso justamente por NÃO FAZER DIFERENÇA COR, BERÇO, GOSTO, OPÇÃO SEXUAL; o único fator que pode e deve, e está fazendo diferença para qualquer cidadão do mundo, É O TAL DO CARÁTER, A TAL DA ÉTICA E DO ESCRÚPULO. Pára tudo! Stop! Deixemos exposta a realidade, e a realidade é que a política, sendo o dorso da sociedade, NÃO SUPORTA MAIS O PESO DE HOMENS QUE DELA ABUSAM SE ISENTANDO DA PRÁTICA DO BEM MAIOR para o qual foram empossados ou eleitos, mas pelo bem da própria conta bancária e de um renome histórico que, sequer, deveria merecer os rodapés das páginas futuras." By 
Flávia Neves.




Nenhum comentário:

Postar um comentário